Buscar

Tarô e astrologia - onde existe a ferida, existe a cura

Onde existe a ferida, existe a cura. A carta dessa semana, O Hierofante do Tarô Mitológico, nos remete a mitológica figura do Quíron. No mito, o centauro é ferido por uma flecha venenosa que cria uma ferida incurável.


Como era imortal, foi condenado a viver com a dor, se tornando um mestre espiritual.


A imagem de Quíron nos liga ao valor das limitações insuperáveis ou das feridas dentro de nós, que nos obrigam a questionar e a abrir caminho para uma maior compreensão das leis superiores da vida.


E como esse arquétipo nos conecta à semana astrológica?


O Sol brilha no signo de Virgem, muito conectado a Quíron por se associar aos seres que se dispõem a cuidar do outro, a servir sem esperar nada em troca, das plantas de cura, dos curandeiros.


Mas há alguma forma de auxiliarmos as pessoas se não nos olharmos com honestidade e experimentarmos o processo de cura em nós?


O centauro vivenciou em sua pele a dor que o fez sentir a dor do outro com mais compreensão e sensibilidade.


No dia 06/09 entraremos na lunação virginiana, e de certa forma estamos nos preparando para ela. Virgem nos pede para olharmos para nosso equilíbrio pessoal, traz um olhar crítico para como estamos cuidando de nossa saúde em todos os sentidos, flexibilizando as mudanças necessárias, para a partir daí poder olhar para o outro.


Podemos também refletir sobre a crítica excessiva, os julgamentos, que são sombras virginianas, que nos desconectam do outro.


Diz a carta:

“A ferida de Quíron faz com que ele seja o Curador ferido, aquele que, por meio de sua própria dor, pode compreender e apreciar a dor alheia e, portanto, pode enxergar muito além do que aqueles que estão cegamente satisfeitos. E então, Quíron, O Hierofante, representa nossa parte ferida que em algum problema insolúvel ou uma limitação qualquer nos aprofunda e nos torna misericordiosos quando, ao contrário, seríamos meras superficialidades de bondade sem qualquer sentido real do que possa significar. O verdadeiro sacerdote está aberto a dor e aos desejos do mundo, porque ele mesmo sofre.”


Você se sintoniza com o mito de Quíron? Onde ele está em seu mapa?


Fonte: Tarô Mitológico, Ed. Madras, Juliet Sharman-Burke e Liz Greene




2 visualizações0 comentário